Espaço destinado a informação relativa a tontura e vertigem, identificando causas, sintomas e diagnóstico para tratamento das tonturas e vertigens, assim como das dores de cabeça.


segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Tontura causada por distúrbios vestibulares

A tontura cria desequilibro.
O corpo mantém o equilíbrio com a informação sensorial de três sistemas: 
- Visão;
- Propriocepção (sensores de toque nos pés, tronco e coluna vertebral);
- Sistema vestibular (ouvido interno).

As entradas sensoriais a partir destes três sistemas são integradas e processadas pelo tronco cerebral. Em resposta, mensagens de feedback são enviadas para os olhos, de modo a ajudar a manter a visão estável e ajudando os músculos a manter a postura e o equilíbrio.
Um sistema vestibular saudável fornece as informações mais confiáveis sobre a orientação espacial. Sinais mistos de visão ou propriocepção geralmente podem ser tolerados. 
Quando sentado num carro, num cruzamento da estrada com um caminho de ferro, ao ver um trem que passa, pode motivar a sensação de deriva ou de estar em movimento. No entanto, compensar alterações do sistema vestibular é mais problemático. Assim como um juiz de tribunal decide a favor entre dois lados que apresentam evidências concorrentes, o sistema vestibular serve como critério de desempate entre as formas conflituantes de informação sensorial. Quando existe mau funcionamento do sistema vestibular, este já não pode ajudar a resolver os momentos de conflito sensorial, resultando em sintomas tais como tonturas, vertigens e desequilíbrio.

sábado, 30 de agosto de 2014

As causas de tontura

Tonturas, vertigens e desequilíbrio são sintomas comuns relatados por adultos durante as consultas médicas.
Estes, são todos sintomas que podem resultar de uma disfunção vestibular periférica (disfunção dos órgãos de equilíbrio do ouvido interno) ou disfunção vestibular central (uma disfunção de uma ou mais partes do sistema nervoso central que ajudam a equilibrar o processo e informação espacial). Embora estes três sintomas possam ser ligados por uma causa comum, eles têm significados diferentes, e descrevê-los com precisão pode significar a diferença entre um diagnóstico bem sucedido e um mau diagnóstico. Tontura é a sensação de tontura, desmaio, ou instabilidade. Ao contrário de tontura, vertigem tem uma componente giratória rotacional, e a percepção do movimento, seja da própria pessoa ou dos objetos ao seu redor.
Desequilíbrio simplesmente significa instabilidade, desequilíbrio ou perda de equilíbrio, que é muitas vezes acompanhado de desorientação espacial. 

Quase todas as pessoas experimentam alguns segundos de desorientação espacial, em algum ponto da sua vida, por exemplo, quando uma pessoa assiste a um filme em 3-D no cinema e momentaneamente percebe uma ilusão de movimento ou uma queda. No entanto, episódios frequentes de vertigem (desde duração de apenas alguns segundos ou dias a fio) são um sinal primário de uma disfunção vestibular, principalmente quando associada a mudanças na posição da cabeça. Por contraste, tonturas podem ser um sinal primário de uma desordem vestibular, além de uma vasta gama de doenças cardiovasculares, neurológicas, metabólicas, de visão e problemas psicológicos. É também bastante possível que uma pessoa possa ter uma combinação de problemas, tais como uma doença degenerativa vestibular, juntamente com uma deficiência visual, tais como cataratas ou uma desordem neurológica, tal como um acidente vascular cerebral. 

Devido às muitas possibilidades de causas possíveis de tontura, a obtenção de um diagnóstico correto pode ser uma experiência longa e frustrante.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Diagnóstico e tratamento de tonturas

Seu médico irá pedir-lhe para descrever as suas tonturas e como elas ocorrem, do modo mais detalhado possível. Ele vai querer saber se existem outros sintomas ou problemas médicos que você possa ter. Seu médico pode tentar provocar a tontura, pedindo-lhe para repetir ações ou movimentos que causem tontura.
Se uma doença for supostamente a causa, seu médico irá examinar seus ouvidos, olhos e sistema nervoso.
Você pode ser sujeito a uma tomografia computadorizada (radiografias computadorizadas) do cérebro para procurar evidências de alguns possíveis problemas, como tumores ou derrames.

O tratamento depende da causa da sua tontura. Seu médico vai querer tratar a causa subjacente. Por exemplo, se você tem a doença de Ménière, o seu médico pode recomendar uma dieta com pouco sal.
Seu médico pode prescrever antibióticos se suspeitar que você tem uma infeção.
Se nenhuma causa for encontrada para as suas tonturas, seu médico pode prescrever medicamentos para o mecanismo de equilíbrio em seu ouvido interno. Estes medicamentos são geralmente anti-histamínicos, como por exemplo, as drogas que você pode tomar para enjôo.
Para leve tontura que não dura mais do que alguns dias, o seu médico pode sugerir que você caminhe tanto quanto possível, para permitir que o seu corpo e os seus sentidos possam compensar a perda de equilíbrio em seu ouvido interno.
Dependendo da causa, tonturas leves duram geralmente de 1 a 2 semanas, podendo ser momentânea. Tonturas mais graves podem durar entre 4 a 6 semanas.

terça-feira, 1 de julho de 2014

Conhecendo a tontura

"Tontura" é um termo frequentemente usado para descrever sintomas diferentes. Pode ser uma sensação de instabilidade ou sensação de tonto. Ela também pode ser uma sensação de fiação. Vertigo é o termo que os especialistas usam para definir o que você sente a longo prazo, nomeadamente  sensação de que você está girando ou a sala está girando. É importante para você explicar para o seu médico o que você quer dizer com tonturas. 

Tontura não é uma doença. É um sintoma. Na maioria das vezes ela é leve e temporária e uma causa de algo que não se consegue descobrir. 
Sensação de tontura ou vertigem pode ser causada por uma infecção ou doença do ouvido interno. Por exemplo, uma possível causa é labirintite, que é uma inflamação do ouvido interno. Doença de Ménière e vertigem posicional benigna são outros problemas no ouvido interno que podem provocar tonturas. 
A tontura pode ser causada por cansaço, estresse, febre, nível baixo de açúcar no sangue, anemia, lesão na cabeça, problemas cardíacos ou circulatórios, ou acidente vascular cerebral. A tontura também pode ser causada por alguns medicamentos. 
As pessoas mais velhas que têm aterosclerose (endurecimento das artérias) ou osteoartrite das articulações do pescoço (que pode causar pressão sobre os nervos e vasos sanguíneos), podem sentir vertigens quando de repente movem a cabeça ou olham para cima. Tonturas ocorrem mais frequentemente em idosos do que em outras faixas etárias, mas não é necessariamente causada por doença. 
Alguns problemas psicológicos podem causar tontura. Exemplos de tais problemas são depressão, agorafobia (medo de espaços abertos) e hiperventilação (respiração rápida e superficial que pode acontecer quando você está se sentindo ansioso). 
Causas raras de tontura incluem tumores ou infecções no cérebro, ou a esclerose múltipla.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL