Espaço destinado a informação relativa a tontura e vertigem, identificando causas, sintomas e diagnóstico para tratamento das tonturas e vertigens, assim como das dores de cabeça.


sábado, 21 de maio de 2011

Tipos de tontura

De um modo genérico podermos dizer que existem 4 tipos de tontura, sendo que, cada tipologia poderá ter um significado diferente, quando é feito um diagnóstico conducente a um tratamento.

A tontura que causa vertigens, em que roda a cabeça ou os objetos que estão à nossa volta, podendo originar movimentos involuntários dos olhos, podendo ser de origem central ou periférica.
A tontura de origem periférica representa na maioria das vezes uma doença benigna chamada de Vertigem Postural Paroxística Benigna, e que pode ser completamente curada ou muito melhorada, sem necessidade de medicamentos. Ainda se enquadram aqui as doenças como a síndrome de Meniere e a Labirintite, que são registadas em número muito menor.

As vertigens de origem central são mais graves, e na maioria das vezes estão relacionadas com tumores, derrames ou inflamações no cérebro.

A tontura do tipo pré-síncope, em que se sente um escurecimento na visão ou sensação de desmaio, normalmente tem como causa as doenças cardíacas ou causas não cardíacas. Entre as principais causas cardíacas de tontura existem as arritmias cardíacas e a estenose aórtica, que é um defeito na válvula aórtica do coração. Entre as causas não cardíacas principais estão a queda de tensão por mudança de postura (hipotensão postural) e o uso de alguns tipos de medicamentos.

Outro tipo de tontura é a que causa desequilíbrio, e sua principal causa são doenças do cerebelo. Além delas, derrames e doenças dos nervos periféricos (neuropatias periféricas) originam com frequência este tipo de tontura.

Na avaliação da tontura, há que ter em conta que existem tonturas diferentes destas, ou que se manifestam de formas diferentes, e que se apresentam em transtornos psiquiátricos como ansiedades, fobias e hiperventilação.

Também, é de fundamental importância na avaliação de tonturas, associar diversos factores, com problemas de coluna, audição, visão e outras causas, até algumas ortopédicas.

Assim existe necessidade de a tontura ser bem diagnosticada, para que possa haver um tratamento adequado, de modo a evitar problemas maiores no futuro, como uma tontura cronica ou a inviabilizar efeitos nocivos de medicamentos.

Ninguém melhor que o seu médico para fazer um diagnóstico preciso e um tratamento adequado ao seu caso de tontura. Converse com o seu médico, e todos os benefícios dessa conversa franca resultarão numa solução a seu favor.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL